100%

Seminário na Agência Nacional de Águas exalta ODS nas áreas de saneamento e meio ambiente

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) foram destaque da atuação técnica da Confederação Nacional de Municípios (CNM) na semana passada. As áreas de Meio Ambiente e Saneamento acompanharam, na terça-feira, 11 de dezembro, o Seminário Objetivos de Desenvolvimento Sustentável - Água e Saneamento: Propostas para implementação no Brasil. O evento realizado no auditório da Agência Nacional de Águas (ANA), teve como um dos focos o debate a respeito dos desafios e elementos essenciais para alcance dos ODSs em âmbito municipal.

O seminário trouxe os resultados do Projeto ODS 6 – parceria entre a ANA, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e o Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG). As organizações abriram espaço para discussão do papel da administração local na gestão integrada dos recursos hídricos, considerando que os Municípios são responsáveis pela aplicação da política, mas não têm o domínio ou posse da água.

A CNM entende a importância dos ODS, mas ressalva que, para atingir as metas, não bastam ações em nível local. É preciso articulação e apoio técnico e financeiro da União e dos Estados para que os objetivos sejam alcançados até 2030. Nessa perspectiva, a área técnica da entidade destaca a problemática do pacto federativo, que interfere diretamente no alcance dos ODS, uma vez que a divisão dos recursos é injusta e não permite a efetivação de ações que solucionem problemas básicos do saneamento nos Municípios.

De todos os tributos arrecadados no Brasil, 68% vão direto para o governo federal. Desse total, depois de feitos os repasses aos entes federativos, a União fica com 58%, os Estados com 24% e os Municípios com 18% da arrecadação. Outra questão que se deve ter atenção para que os ODS sejam alcançados é a necessidade de mudanças nas leis que regulam o saneamento básico no Brasil, dentre outras correlatas, como a de recursos hídricos. Por exemplo, hoje já tramitam proposições legislativas a favor do reuso de água.

A CNM, nos dias 11 e 12 de dezembro sediou a Oficina Internacional Implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), promovida em parceria com a Organização Mundial Cidades e Governos Locais Unidos (CGLU).

Objetivo 6
O ODS 6 tem como objetivo central “Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todas e todos” e suas metas até 2030 são:

  • Alcançar o acesso universal e equitativo a água potável e segura para todos, o acesso a saneamento e higiene adequados e equitativos, acabar com a defecação a céu aberto, com especial atenção para as necessidades das mulheres e meninas e daqueles em situação de vulnerabilidade;
  • Melhorar a qualidade da água, reduzindo a poluição, eliminando despejo e minimizando a liberação de produtos químicos e materiais perigosos, reduzindo à metade a proporção de águas residuais não tratadas e aumentando substancialmente a reciclagem e reutilização segura globalmente;
  • Aumentar substancialmente a eficiência do uso da água em todos os setores e assegurar retiradas sustentáveis e o abastecimento de água doce para enfrentar a escassez de água, e reduzir substancialmente o número de pessoas que sofrem com a escassez de água;
  • Implementar a gestão integrada dos recursos hídricos em todos os níveis, inclusive via cooperação transfronteiriça, conforme apropriado; e
  • Ampliar a cooperação internacional e o apoio à capacitação para os países em desenvolvimento em atividades e programas relacionados à água e saneamento, incluindo a coleta de água, a dessalinização, a eficiência no uso da água, o tratamento de efluentes, a reciclagem e as tecnologias de reuso e apoiar e fortalecer a participação das comunidades locais, para melhorar a gestão da água e do saneamento.

Até 2020, a meta é proteger e restaurar ecossistemas relacionados com a água, incluindo montanhas, florestas, zonas úmidas, rios, aquíferos e lagos. Para que até em 2030 essas ações sejam realizadas, diversas entidades têm empenhado recursos financeiros, técnicos e tecnológicos para divulgar, instrumentalizar os gestores locais, sensibilizar e mobilizar a todos os atores-chave em prol de ações universais que geram impactos positivos locais. Saiba mais no Resumo Executivo: Água, Saneamento e ODS 6 no Brasil.

Leia mais: Incidência política e fortalecimento de capacidades nos ODS são tema de oficina internacional

Da Agência CNM de Notícias
Foto: Ag. CNM


Fonte: Portal CNM - Confederação Nacional de Municípios
Protocolos desta Publicação:Criado em: 17/12/2018 - 15:42:41 por: Jeferson Morandi - Alterado em: 17/12/2018 - 15:42:41 por: Jeferson Morandi

Notícias

Boas Práticas: com planejamento, Município de Estreito (MA) constrói universidade
Boas Práticas: com planejamento, Município de Estreito (MA) constrói universidade

Foram cinco anos de construção e um investimento de R$ 6 milhões. Com muito planejamento, o Município de Estreito (MA) ergueu uma universidade. Com 20 mil metros, o prédio conta com 15 salas de aula amplas, auditório, biblioteca, bloco administrativo, praça de alimentação e estacionamento. O recurso utilizado? Dinheiro municipal. O Município tem mais de 50 mil habitantes e é cortado por três rodovias e uma ferrovia. Isso faz com que movimente o comércio que, somado à pecuária,...

Municípios podem participar de elaboração da Carta Brasileira sobre Cidades Inteligentes
Municípios podem participar de elaboração da Carta Brasileira sobre Cidades Inteligentes

Contar com a participação dos Municípios, instituições e entidades e sociedade nas prioridades para a formulação da Carta Brasileira sobre Cidades Inteligentes. Esta visa construir o posicionamento nacional sobre Cidades Inteligentes vinculada a transformação digital ao território. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) entidade apoia a iniciativa e ressalta que a construção de uma agenda coletiva com a participação dos gestores municipais contribuirá para a...

Assistência Social: aberto prazo para preenchimento do Plano de Ação 2019
Assistência Social: aberto prazo para preenchimento do Plano de Ação 2019

Está aberto o prazo para que gestores municipais de assistência social preencham o Plano de Ação 2019. A informação foi divulgada pela Portaria 111/2019, publicada nesta terça-feira, 11 de junho no Diário Oficial da União (DOU). A Confederação Nacional de Municípios (CNM) destaca a importância do preenchimento, da avaliação e do envio do parecer dos Planos de Ação do Sistema Único de Assistência Social (Suas) 2019 dentro do prazo. Os gestores locais da área terão 60 dias...

EDITAL CONCURSO PUBLICO 001/2018
EDITAL CONCURSO PUBLICO 001/2018

A Câmara Municipal de Candói lançou no dia 26/12/2018 o Edital de Concurso Publico 001/2018 para preenchimento de uma vaga para o Cargo efetivo de Advogado. O edital está disponível na pagina da Câmara Municipal no aba CONCURSOS.  As inscrições serão realizadas das 10hs do dia 03 de janeiro de 2019 às 23hs59min do dia 29 de janeiro de 2019, por meio do site www.exatuspr.com.br.

Seminário na Agência Nacional de Águas exalta ODS nas áreas de saneamento e meio ambiente
Seminário na Agência Nacional de Águas exalta ODS nas áreas de saneamento e meio ambiente

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) foram destaque da atuação técnica da Confederação Nacional de Municípios (CNM) na semana passada. As áreas de Meio Ambiente e Saneamento acompanharam, na terça-feira, 11 de dezembro, o Seminário Objetivos de Desenvolvimento Sustentável - Água e Saneamento: Propostas para implementação no Brasil. O evento realizado no auditório da Agência Nacional de Águas (ANA), teve como um dos focos o debate a respeito dos desafios e...

CNM divulga pesquisa 2018 sobre o pagamento do 13º salário pelos Municípios
CNM divulga pesquisa 2018 sobre o pagamento do 13º salário pelos Municípios

A pesquisa Pagamento do 13º Salário pelos Municípios brasileiros em 2018 da Confederação Nacional de Munícipios (CNM) mostra que 92% dos governos municipais usarão o 1% de dezembro do Fundo de Participação dos Munícipios (FPM) para pagar a gratificação natalina – o 13º salário – instituída pela Lei 4.090/1962. Mas, um terço das prefeituras fechará o ano no vermelho.Os dados mostram os gestores priorizando o pagamento dos salários do funcionalismo municipal, mesmo em...

Regimes Próprios de Previdência Social têm novas regras para avaliações atuariais
Regimes Próprios de Previdência Social têm novas regras para avaliações atuariais

A Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda estabeleceu novas normas aplicáveis às avaliações atuariais, em que apresenta parâmetros para definição do plano de custeio e equacionamento do déficit atuarial dos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS). A Portaria 464, publicada nesta segunda-feira, 19 de novembro, atualiza a Portaria do Ministério da Previdência Social (MPS) 403/2008. Algumas regras da Portaria dependem da edição de Instruções Normativas, essas...

CNM recebe maior fórum de compras públicas já realizado no país
CNM recebe maior fórum de compras públicas já realizado no país

Na próxima semana, dos dias 3 a 5 de dezembro, a casa do municipalismo brasileiro sediará o maior encontro já realizado no Brasil sobre compras públicas. A sede da Confederação Nacional de Municípios (CNM) será palco do Fórum Nacional de Compras Públicas (FNCP). O evento envolve a participação de instituições da União, dos Estados e dos Municípios – dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Também vão participar entidades da sociedade civil que promovem o...

Votação de Licitações é novamente adiada; CNM reforça importância do pleito
Votação de Licitações é novamente adiada; CNM reforça importância do pleito

Em razão do início da Ordem do Dia no Plenário, que suspende as atividades nas comissões, a reunião desta quarta-feira, 21 de novembro, da Comissão Especial que analisa as mudanças nas licitações e contratações públicas foi cancelada. Após chegar a um acordo sobre o substitutivo do relator, João Arruda (MDB-PR), o colegiado não conseguiu quórum mínimo nesta terça-feira, 20 de novembro, quando dezenas de gestores lotaram a reunião. Havia grande expectativa da Confederação...

Presidente do STF sinaliza para julgamento dos royalties no próximo semestre
Presidente do STF sinaliza para julgamento dos royalties no próximo semestre

A Mobilização Municipalista – ou “mini Marcha”, como definiu o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi -, se estendeu até esta quarta-feira, 21 de novembro. No Supremo Tribunal Federal (STF), reunião com o presidente da Corte, Dias Toffoli, completou a sequência de avanços com os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário nesses três dias em que o movimento municipalista esteve reunido em Brasília. Em razão dos importantes anúncios e...