100%

Avaliação da educação básica passa por reformulação e inclui creches e pré-escolas

Professores, dirigentes e equipe escolar da educação infantil serão avaliados no ano que vem pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Nesta avaliação, os profissionais responderão questionários para averiguar questões como infraestrutura do local e formação dos docentes.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 28 de junho, pelo ministro da Educação, Rossieli Soares. As escolas serão avaliadas quanto à oferta de condições para o desenvolvimento das crianças. Segundo o Inep, o Brasil conta com cerca de 32% das crianças de até 3 anos matriculadas em creches e 91,5% das crianças de 4 e 5 anos matriculadas em pré-escolas. A intenção é que os pais e responsáveis das crianças também façam parte da avaliação a partir de 2021.

Estão previstas outras mudanças no sistema de avaliação da educação básica. Avaliações como: Prova Brasil, Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA), entre outras, deixarão de ser assim denominadas e passarão a ser identificadas como etapas do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Todas serão feitas de dois em dois anos, em anos ímpares, com a divulgação dos resultados no ano seguinte. As mudanças passam a valer em 2019. Vale lembrar que os Municípios são os principais responsáveis pela oferta da educação infantil e do ensino fundamental.

Alfabetização antecipada
A avaliação da alfabetização, antes realizada pela Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA) no 3º ano do ensino fundamental, a partir do próximo ano, passará a avaliar os estudantes no final do 2º ano, geralmente com idade de 7 anos, sobre o que aprenderam em língua portuguesa e matemática. Com essa idade, os estudantes deverão ser capazes de ler e escrever.

A mudança ocorre para adequar a avaliação à Base Nacional Comum Curricular da educação infantil e ensino fundamental (BNCC), homologada pelo MEC no final do ano passado. Com o anúncio desta mudança, a ANA não será aplicada este ano.

Ciências
As avaliações do 5º e do 9º ano, antiga Prova Brasil, continuarão sendo aplicadas, mas com uma novidade: a prova do 9º ano passa a avaliar ciências da natureza e ciências humanas. Para o MEC, a mudança aproxima a avaliação brasileira de avaliações internacionais como o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa). Em 2015, o Brasil ficou em 63ª posição em ciências, em um ranking com 70 países ou regiões.

Apesar da avaliação da aprendizagem m em ciências, o resultado obtido pelos estudantes nessa área de conhecimentos não entrará no cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) pelo menos até 2021. Segundo o ministro, a intenção é que esse resultado passe a valer também para indicar a qualidade das escolas a partir de 2023.

Ensino Médio
Os estudantes do 3º ano do ensino médio, que, no ano que vem, responderão às provas de língua portuguesa e matemática, passarão a ser avaliados de forma censitária, com aplicação das provas em todas as escolas públicas. Assim como no ensino fundamental, a ideia é que os estudantes do ensino médio passem, no futuro, a ser avaliados também em ciências humanas e da natureza.

Questionário eletrônico
A partir do ano que vem, os questionários aplicados a professores, dirigentes e diretores escolares serão eletrônicos. Com os estudantes, o Inep testará a novidade de forma piloto em algumas escolas. Os estudantes farão a prova regular e, além disso, a versão eletrônica, apenas para teste.

Posicionamento da CNM
Assim como o Município já acompanha os resultados de todas as avaliações referentes ao Ensino Fundamental, é importante que o gestor também inicie passe a acompanhar os resultados das avaliações referentes à educação infantil e os serviços e equipamentos ofertados nas creches, uma vez que esta etapa é de responsabilidade do Município.

Com informações da Agência Brasil


Fonte: Portal CNM - Confederação Nacional de Municípios
Protocolos desta Publicação:Criado em: 02/07/2018 - 16:04:55 por: Jeferson Morandi - Alterado em: 02/07/2018 - 16:04:55 por: Jeferson Morandi

Notícias

Senado aprova educação, saúde e segurança como prioridades na execução orçamentária
Senado aprova educação, saúde e segurança como prioridades na execução orçamentária

O Plenário do Senado aprovou nesta terça-feira, 6 de novembro, o projeto de lei que garante prioridade aos gastos com saúde, educação e segurança na execução orçamentária da União, Estados, Municípios e Distrito Federal. A proposta segue para análise da Câmara dos Deputados. O Projeto de Lei do Senado (PLS) 329/2017 - Complementar, da senadora Rose de Freitas (Pode-ES), trata, originalmente, de prioridade inicialmente apenas para as áreas de saúde e de educação, mas o...

Divulgado o cronograma de repasses da Saúde; Municípios devem se atentar às datas
Divulgado o cronograma de repasses da Saúde; Municípios devem se atentar às datas

O Fundo Nacional de Saúde (FNS) publicou, em seu portal institucional, o cronograma de repasses aos fundos municipais. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa sobre os dias do mês em que serão feitos cada repasse da Saúde, e reforça que os gestores municipais devem ficar atentos às transferências e às políticas que se referem. De acordo com a publicação, mensalmente, nos dias 5, 10, 15, 25 e 30 recursos federais entrarão nas contas municipais da saúde. A CNM...

Roda de Conhecimento: 30 anos do SUS no municipalismo
Roda de Conhecimento: 30 anos do SUS no municipalismo

Em 2018, o Sistema Único de Saúde (SUS) comemora 30 anos. Para celebrar a data, a Confederação Nacional de Município (CNM) colocou em pauta o assunto durante a transmissão da Roda de Conhecimento desta quinta-feira, 18 de outubro. O Supervisor do Núcleo de Desenvolvimento Social da CNM, Denilson Magalhães, reforça que a Constituição Federal, no artigo 196, define a saúde pública como direito de todos e dever do Estado, sendo ofertado mediante políticas públicas sociais e...

Cartilha que trata do Federalismo na Educação Básica está disponível na biblioteca digital da CNM
Cartilha que trata do Federalismo na Educação Básica está disponível na biblioteca digital da CNM

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) disponibilizou nesta quinta-feira, 4 de outubro, a cartilha Federalismo na Educação Básica. Os municipalistas podem baixar a publicação na biblioteca digital por meio do Portal da entidade. O material foi desenvolvido para auxiliar gestores públicos municipais de educação sobre suas responsabilidades constitucionais e o financiamento.  A Constituição Federal estabelece as responsabilidades pela oferta da educação escolar e as fontes...

País tem 1.766 casos de sarampo confirmados e mais de 7 mil em investigação
País tem 1.766 casos de sarampo confirmados e mais de 7 mil em investigação

Última atualização do Ministério da Saúde (MS) sobre os casos confirmados de sarampo no Brasil – que chegaram a 1.766 – chamam atenção para a concentração regional do surto e a necessidade de população e gestores públicos se unirem em prol da Campanha Nacional de Vacinação. No balanço, divulgado nesta terça-feira, 25 de setembro, as secretarias estaduais de saúde confirmaram os casos e alertaram para outros 7.962 que permanecem em investigação. Atualmente, dois Estados...

Ministério das Cidades edita Portaria para contratação de moradias em área rural
Ministério das Cidades edita Portaria para contratação de moradias em área rural

O Ministério das Cidades editou a Portaria 408/2018, que regulamenta o processo de seleção de propostas para participação no Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), integrante do Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV). A publicação altera a Portaria nº 368/2018. De acordo com o novo documento, o processo é dividido em duas etapas: verificação das regras de enquadramento e objetivos do programa; e hierarquização dos projetos considerando a elegibilidade das propostas até...

Avaliação da educação básica passa por reformulação e inclui creches e pré-escolas
Avaliação da educação básica passa por reformulação e inclui creches e pré-escolas

Professores, dirigentes e equipe escolar da educação infantil serão avaliados no ano que vem pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Nesta avaliação, os profissionais responderão questionários para averiguar questões como infraestrutura do local e formação dos docentes. O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 28 de junho, pelo ministro da Educação, Rossieli Soares. As escolas serão avaliadas quanto à oferta de condições para o...

Para concluir obras nos Municípios, governo teria que arcar com R$ 2,6 bilhões
Para concluir obras nos Municípios, governo teria que arcar com R$ 2,6 bilhões

Repasses pendentes da União aos Municípios provocaram paralisação de 10.204 obras em todo o país. De R$ 6,54 bilhões definidos como valor inicial dos projetos e ações, faltam R$ 2,6 bilhões para serem executados, o correspondente a 40% do total. Os dados, analisados pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), referem-se a abril de 2017 e são da Caixa Econômica Federal (CEF), responsável pela intermediação dos contratos de repasse firmados entre os Entes municipais e a...